MITOS DE INTERCÂMBIO: ÁFRICA DO SUL

YZG | Inglês

19

SET

A África do Sul é um lugar surpreendente, que impressiona não só pelas paisagens deslumbrantes, mas pela cultura diversa e receptividade com estrangeiros. Libertando-se do apartheid em 1994, teve um crescimento econômico e social bastante intenso nos últimos anos, atraindo a atenção de viajantes de todas as partes do mundo com objetivo de conhecer novos destinos ou até estudar e trabalhar no país.

O Yázigi apresenta alguns dos mitos mais comuns sobre fazer intercâmbio na África do Sul, para não restarem dúvidas sobre tudo o que dá pra viver nesse país incrível:

Não se fala inglês na África do Sul

A África do Sul possui 11 línguas oficiais, 9 delas da família bantu (comum a vários outros idiomas falados no continente africano), o africâner, que tem origem no holandês e com palavras e expressões bastante similares, e o inglês, amplamente falado em todo o território.

Pelo histórico de colonização ao longo do século XIX, tem a diversidade cultural como uma de suas características mais marcantes, reunindo povos e tradições variadas que tornam a experiência de viver no país extremamente interessante e de aprendizado diário. Recentemente tornou-se um destino bastante popular para viagens de intercâmbio com objetivo de aprender inglês.

É calor o tempo todo

A África do Sul tem o clima muito parecido com o sul do Brasil, com as estações do ano bem definidas. No verão, o clima é seco e as temperaturas variam entre 15°C e 27°C, no inverno vão de no máximo 20°C até 5°C à noite.

É muito complicado conseguir um visto

Para portadores de passaporte brasileiro, é permitida a permanência na África do Sul por até 3 meses sem exigência de visto. É solicitado ao viajante apenas que apresente o Certificado Internacional de Vacina contra febre amarela, por normas de saúde próprias do país.  Para estadias mais longas é necessário solicitar um visto e o processo é bastante simples e feito na embaixada da África do Sul no Brasil, levando no máximo 2 meses e com custos mais baixos do que o usual para vistos internacionais.

Não é possível trabalhar estudando na África do Sul

Com um visto de estudante, é possível trabalhar por até 20 horas semanais no país durante o período em que se está matriculado em alguma instituição de ensino.

É muito caro viajar para a África do Sul

A África do Sul é na realidade um dos destinos mais econômicos para quem quer ter uma experiência de intercâmbio, seja estudando ou trabalhando. A moeda sul-africana, o rand, vale aproximadamente R$0,23, e o custo de vida no país é notavelmente mais baixo do que outros destinos na Europa ou América do Norte. Existem possibilidades de programas de intercâmbio para a África do Sul, de curta e longa duração, de estudo de inglês, estágio profissional, voluntariado, dentre várias outras, e com certeza alguma delas vai se encaixar no seu planejamento.

Ficou com vontade de conhecer a África do Sul? O Yázigi Travel tem o programa ideal para a experiência internacional que você procura. Get up e vem ser um cidadão do mundo!

Tweetar
Compartilhar
+1

Cursos Relacionados

©Yázigi Todos os direitos reservados.
Av. João Scarparo Netto, 84 Condomínio Unique Village - Santa Genebra 13080-655 - Campinas/SP
Pearson - Always Learning