INADIMPLÊNCIA ESCOLAR: COMO LIDAR COM ESSE PROBLEMA?

YZG | Franquias
Campanha 70 anos

11

NOV

A inadimplência escolar é um problema com o qual todo gestor de escola deve saber lidar. Afinal, é mais comum do que se imagina.

Pais e alunos deixam de pagar as mensalidades por motivos variados. Por exemplo, por se esquecerem do dia do pagamento ou por não terem o valor em questão na data certa.

De qualquer forma, não saber como enfrentar a inadimplência na escola pode prejudicar toda sua gestão.

Portanto, saiba mais sobre esse assunto!

O que a lei diz sobre a inadimplência escolar?

Algumas escolas não sabem o que fazer diante dessa situação. Em alguns casos, porque não entendem quais medidas são eficientes e, em outros, porque não conhecem a legislação.

A Lei nº 9.870/99 dispõe sobre as anuidades escolares e suas diretrizes. Confira abaixo as principais entre elas:

  • antes de 90 dias, não é considerado inadimplência, e sim impontualidade;

  • atrasos e faltas de pagamento acima desse período podem ser cobrados pelas vias judiciais cabíveis;

  • a escola só pode desligar um aluno inadimplente após o término do ano letivo;

  • a instituição de ensino pode negar a rematrícula de estudantes inadimplentes;

  • é preferível buscar acordos amigáveis com pais e alunos;

  • é possível cobrar multas por atraso, desde que não ultrapassem 2% do valor do contrato;

  • reajustes na mensalidade devem ser informados com, pelo menos, 45 dias de antecedência;

  • a escola não pode negar transferência para o estudante, mesmo que haja inadimplência;

  • a instituição de ensino não pode impedir os alunos de fazerem provas ou aplicar qualquer penalidade pedagógica;

  • é importante notar que, mesmo em situação de inadimplência escolar, o estudante não pode ser constrangido.

Lembre-se que, na maioria das vezes, esse problema tem a ver com dificuldades financeiras. Portanto, o melhor que a escola pode fazer é tentar buscar uma solução amigável.

Quais são os impactos da inadimplência escolar?

Pagamentos atrasados ou que não são feitos são prejudiciais para as escolas. Afinal, as mensalidades costumam ser as únicas fontes de receita dessas instituições.

Quando ocorre a inadimplência, os ganhos deixam de existir. No entanto, os gastos continuam os mesmos. Isso resulta no desequilíbrio do fluxo de caixa.

Mesmo que, na melhor das hipóteses, a instituição de ensino consiga pagar contas básicas, não é capaz de ir além. É impossível investir em melhorias.

Em situações mais graves, a escola pode não conseguir quitar dívidas. A longo prazo, isso leva à falência. Porém, ela não é a única a sofrer com a inadimplência.

Geralmente, as famílias que estão inadimplentes não o fazem por má-fé. Quem não paga as mensalidades costuma, de fato, estar sem dinheiro.

Com o passar dos meses, a dívida cresce. Junto às más condições financeiras, o problema fica ainda maior. Se os responsáveis não puderem mais pagar, terão que transferir o aluno.

Ou seja, essa é uma questão que prejudica todos os envolvidos. Por isso, é preciso saber como lidar com ela.

Quando a inadimplência na escola se torna preocupante?

Muitos gestores não saberiam dizer como anda esse problema em suas instituições. Isso porque ter esses dados demanda muita atenção e organização.

Portanto, o recomendável é usar um bom sistema de gestão. Assim, é possível ficar de olho no número de matriculados que não está em dia com suas contas.

É importante dizer que certa taxa de inadimplência é normal. Em geral, ter até 5% dos alunos inadimplentes não é preocupante.

Quando ela passa desse número, no entanto, é preciso tomar cuidado. De 10% para cima, pode causar problemas sérios na sua instituição de ensino.

Como evitar e lidar com a inadimplência na escola?

Apesar de não ser infalível, a instituição de ensino pode adotar alguns métodos para evitar esse problema. Por exemplo, oferecer diversas formas de pagamento e descontos para as famílias.

Entretanto, o mais importante é saber lidar com a inadimplência escolar. A escola precisa se mostrar presente e disponível para ajudar nessa situação.

Converse com as famílias inadimplentes para negociar as dívidas. Ofereça boas condições, como o parcelamento e a renegociação dos valores.

Assim, os responsáveis podem manter o aluno. Isso evita traumas para o estudante, estresse para os pais e dificuldades para a escola.

Publicamos diversos artigos sobre gestão escolar para administradores que buscam otimizar suas atividades. Confira algumas dicas para garantir a eficiência da sua instituição de ensino!

Twitter Tweetar
Facebook Compartilhar
WhatsApp Enviar
©Yázigi Todos os direitos reservados.
Av. João Scarparo Netto, 84 Condomínio Unique Village - Santa Genebra 13080-655 - Campinas/SP
Pearson - Always Learning