AS PRINCIPAIS TENDÊNCIAS DO MERCADO DE EDUCAÇÃO EM 2020

YZG | Franquias

24

JAN

São novos tempos. Vivemos em uma era da informação, velocidade e interação. Docentes e discentes se cruzam não só em ambientes físicos, mas também compartilham experiências por meio das telinhas digitais. Os horizontes do mercado de Educação nunca estiveram tão amplos, quando tecnologia e inovação caminham juntas, descobrindo novas jornadas de aprendizagem. Nos direcionamos para o novo e para o desconhecido.

E questões, como estas, tornam-se comuns no dia a dia de quem atua no mercado de Educação: como a Internet pode contribuir para o processo educacional? O que muda no ambiente que conhecemos como sala de aula? Qual o papel do professor diante de um mercado em constante mudança? Neste artigo, você vai conhecer as principais tendências do mercado da Educação em 2020.

Ampliaremos o olhar sobre o que vem mudando no cenário brasileiro e como essas atualizações vem favorecendo investimentos na área.

Siga a leitura!

Reinvenção dos espaços físicos

São mais de 24 milhões de crianças e adolescentes, entre 9 e 17 anos, conectadas à Internet no Brasil. Essa parcela da população, que coincidentemente está no período letivo escolar, é o público mais conectado à rede no país. Enquanto a média da população que usa a Internet, de acordo com a faixa etária, fica em torno dos 70%, quase 90% das crianças e adolescentes estão conectados.

Nesse tempo, no qual impera a atenção nas telinhas digitais, o ambiente da sala de aula precisará se reinventar. De inimiga à aliada, a tecnologia então desponta como uma das principais tendências do mercado de Educação. Veja só:

# Ensino híbrido

É a combinação de um ambiente de aprendizagem presencial com a modalidade virtual, a distância. Professor e educando não têm a obrigatoriedade de estar sempre no mesmo local e ao mesmo tempo para construir sua interação.

O ensino híbrido permite que os alunos sigam o próprio ritmo de estudo, dentro de um calendário predefinido, integrando os espaços offline e online. Podem ser aulas de campo, presenciais, mescladas às atividades virtuais, criando um campo de interação e engajamento que melhor atende à demanda de uma população cada vez mais conectada à Internet.

Nesse aspecto, franquias de idiomas ganham destaque ao trazer inovação e modernidade para o ensino, com a adoção de portais completos de educação a distância.

# Digitalização das informações

Oferecer uma infraestrutura digital mais robusta, que convide as pessoas à criatividade e à interatividade, é outra tendência do mercado de Educação.

Bibliotecas, por exemplo, podem deixar de ser um espaço apenas para consultas físicas, com a digitalização e ampliação do acervo para conteúdos virtuais.

Os conteúdos trazidos em sala de aula, os tutoriais e os treinamentos podem ser compartilhados em ambientes virtuais que estimulem e engajem as pessoas no caminho do aprendizado. Assim como já acontece nas escolas de idioma, que trazem, por exemplo, a utilização de materiais audiovisuais no ambiente físico.

Qualificação para um mundo globalizado

À medida que a tecnologia avança, o mundo se transforma e as oportunidades de trabalho se atualizam. E o que vemos? Um mercado em constante adaptação: as habilidades que antes eram pré-requisito, hoje são dispensáveis.

Então, as pessoas precisam reinventar não só a maneira de ver o mundo, como também de estar no mundo. Afinal, os desafios não são os mesmos de antes.

# Flexibilização curricular

Logo, uma tendência do mercado de Educação no Brasil é a inclusão de temas que são pautas e exigências da sociedade, como direitos humanos, sustentabilidade, empreendedorismo, igualdade social e tecnologia.

Essa flexibilização escolar permite ao educando uma formação mais diversa, inclusiva e atual, aumentando assim as chances de trazer ao mundo cidadãos autônomos, disciplinados e com visão sistêmica. Os benefícios são variados, capacitando os alunos para resolução de problemas multidisciplinares — que vão além das questões isoladas de matemática, português ou física.

Inclusive, a flexibilização curricular entra como pauta em escolas de idioma, que vão além do ensino de outra língua para formar cidadãos do mundo. Dessa forma, o aprendizado abraça vários outros pontos de interesse que não apenas um segundo idioma, o que atrai muito mais pessoas.

# Domínio do segundo idioma

Outra tendência para o mercado da Educação em 2020 é a necessidade de inclusão do segundo idioma no currículo. Afinal, cada vez mais se exige essa habilidade, especialmente para que a pessoa consiga acompanhar um ambiente externo extremamente globalizado e conectado. Esse movimento é caracterizado especialmente pelo inglês — já considerado um idioma universal.

Fica evidente para os brasileiros, entre os quais 95% não sabe se comunicar em inglês, a necessidade de fluência no idioma. Aponta-se, então, um grande gap de mercado para as escolas de idiomas, já que a qualificação no segundo idioma representa não só a garantia de presença no mercado de trabalho, como também melhores salários e a possibilidade de conexões mundiais.

Ou seja, as franquias de idioma também despontam como crescente oportunidade de negócio no mercado de Educação para 2020, já que boa parte dos brasileiros segue em busca da qualificação profissional.

Uso da tecnologia no mercado de educação

Incorporar as ferramentas digitais ao ambiente de aprendizagem segue como tendência no mercado da Educação em 2020. Isso porque, ao trazer elementos tecnológicos à sala de aula, notam-se vários benefícios.

O primeiro deles é que os recursos podem servir como o auxílio no desempenho escolar. Além disso, professores e demais educadores podem criar aulas mais atraentes, o que fomenta uma aproximação entre educandos e educadores e aprimora a qualidade da educação, aperfeiçoando o processo pedagógico.

Conheça alguma dessas ferramentas digitais, que são as principais tendências para 2020:

# Gamificação

É a técnica de utilizar o design e a mecânica de jogos para enriquecer o contexto da Educação. Os alunos são convidados a praticar os conceitos aprendidos em sala de aula por meio de games que facilitam e estimulam a concretização do que foi estudado.

# Ensino por meio de dispositivos móveis

O ambiente de aprendizagem chega até onde o educando está. As práticas do mercado de Educação seguem essa tendência em 2020. As empresas adotam sistemas de ensino que levam as aulas para os dispositivos móveis por meio de livros digitais, videoaulas, aplicativos, entre outros.

Na área da Educação, as franquias de idiomas ganham destaque por incorporar as tendências de mercado ao modelo de negócio, quando físico e virtual, informação e velocidade se fundem para trazer o novo, inclusive nas formas de compartilhar conhecimento.

Conclusão

Tecnologia e educação são tendências para os negócios em 2020 e devem seguir caminhando juntas.

A crescente busca por qualificação e profissionalização por parte dos brasileiros, aliada à constante adaptação dos ambientes de aprendizagem pelas instituições educacionais para engajamento do educando, revelam um mercado de Educação favorável para quem deseja investir nos próximos anos.

Inclusive, vale ressaltar que o número de empresas cujas atividades são educacionais foi o que mais cresceu em meio à crise no Brasil.

Agora que você já conhece as principais tendências do mercado de Educação para  esse ano e sabe que esse é um negócio promissor, que tal ler mais sobre como investir em uma franquia da área? Veja aqui!

Tweetar
Compartilhar
+1
©Yázigi Todos os direitos reservados.
Av. João Scarparo Netto, 84 Condomínio Unique Village - Santa Genebra 13080-655 - Campinas/SP
Pearson - Always Learning