DIA DAS MÃES PELO MUNDO

YZG | Cultura
Campanha 70 anos

07

MAI

O Dia das Mães é uma data que começou em 1865, quando a ativista norte-americana Ann Maria Reeves Jarvis organizou o Mother's Friendship Day (dia de amizade para as mães), com o intuito de melhorar as condições de cuidados dos feridos na Guerra de Secessão, que devastou os Estados Unidos na época. Não foi Ann, porém, que começou a comemoração de maio, mas sua filha, Anna Jarvis, em 12 de maio de 1907, quando sua mãe já havia falecido.

A data foi oficializada apenas em 1914, quando o Congresso dos Estados Unidos definiu que o segundo domingo do mês de maio seria o Dia das Mães. Já no Brasil, a data foi oficializada em 1932 pelo presidente Getúlio Vargas. Mais importante do que qualquer presente, o Dia das Mães é uma data para ficar ao lado da sua mãe e abraçá-la com muito carinho! Quer saber como esse dia é comemorado em outros países? Confira abaixo!

Reino Unido 

Comemorado no quarto domingo da Quaresma, a data foi criada pela Igreja da Inglaterra para homenageá-las, nomeando-a “Domingo das Mães”. Também é comemorada a “Igreja Mãe” em toda a sua glória e carinho espiritual. Bons cristãos eram esperados para fazer um um retorno à sua igreja-mãe a cada ano por centenas de anos, ou seja, o Domingo das Mães era o dia para visitar a mulher ou entidade que lhes deu vida.

Indonésia 

Oficialmente comemorado em 22 de dezembro desde 1953, o Dia das Mães é no dia do aniversário do Primeiro Congresso Indonésio das Mulheres (1928). Essa foi a primeira convocação de mulheres em um órgão governamental, considerada fundamental no lançamento de movimentos femininos organizados pelo país. O feriado foi criado para comemorar as contribuições delas para a sociedade do país.

Tailândia

No país, o Dia das Mães é comemorado em 12 de agosto por causa do aniversário da Rainha Sirikit da Tailândia, considerada a mãe de todos os seus súditos tailandeses. Ela tem um status materno real, por isso o dia 12 também é o dia oficial das mães desde 1970. É um feriado nacional com muitas comemorações em todo o país, com iluminação especial e fogos de artifício.

Bolívia 

A Bolívia comemora o Dia das Mães em 27 de maio. A data foi instituída por causa da luta pela independência da Espanha, no começo do século 19. Na época, o país viu muitos pais, filhos e maridos feridos e mortos nas batalhas. Em Cochabamba, um grupo de mulheres recusou-se a ficar de braços cruzados e, em 27 de maio de 1812, elas se uniram para lutar contra o exército espanhol na Coronilla Hill. O legado das contribuições vive por causa de uma lei nacional aprovada em 1920, tornando o dia em que as "Heroínas de Coronilla" ocuparam as ruas no Dia das Mães nacional.

Oriente Médio

No Oriente Médio, a ideia do Dia das Mães surgiu do jornalista egípcio Mustafa Amines para seu país de origem, se espalhando pela região. A inspiração foi a história de uma viúva ingrata ignorada por um filho ingrato e, assim, Amin e seu irmão Ali propuseram um dia para homenagear todas as mães no Egito. Foi decidido que o primeiro dia da primavera do hemisfério norte, 21 de março, era o dia ideal para celebrar as doadoras fundamentais da vida, e a data foi celebrada pela primeira vez no Egito, em 1956. Atualmente, ela também é festejada em toda a região do Bahrein, Emirados Árabes Unidos e Iraque.

Nepal 

O Dia das Mães no Nepal é comemorado no último dia do mês Baishakh, referente a abril ou maio. Originado de uma antiga tradição hindu, o festival de homenagens para as mães ainda é comemorado no Nepal, tanto para as vivas quanto para as mortas. A tradição é uma peregrinação até as lagoas Mata Tirtha perto de Katmandu, além de um grande festival realizado na aldeia Mata Tirtha, onde as crianças mostram seu apreço pelas mães com doces e presentes.

Israel 

Em Israel, o Dia das Mães também é o Dia da Família, geralmente comemorado em fevereiro, no 30° dia de Shevat (quinto mês do ano civil judaico). Uma mulher com um papel ativo na organização Youth Aliya, Henrietta Szold, nunca teve filhos, mas ajudou muitos jovens na entidade. Nela, ajudou a proteger muitas crianças judias durante o Holocausto, ganhando a fama de "mãe" de todas as crianças.

Aos 11 anos, uma menina chamada Nechama Biedermann escreveu para a publicação infantil Haaretz Shelanu, na década de 50. Ela fazia uma proposta para que tornassem a data da morte de Szold o Dia das Mães nacional de Israel, e o jornal e todo o país concordaram.

Etiópia

Não há uma data fixa na Etiópia para o Dia das Mães. Na verdade, a população espera a estação chuvosa e, em seguida, vai para casa para uma grande festa de família que dura três dias. Essa festividade é conhecida como Antrosht. No país, a mãe tem um papel importante na preparação das refeições tradicionais para o festival.

França

O Dia das Mães na França acontece alguns domingos depois do Brasil, no último domingo de maio. O histórico de implementação de um Dia das Mães no país começou na época de Napoleão Bonaparte, que tentou impor um feriado nacional, na virada do século 19. 

Porém, não funcionou muito bem e, um século depois, a cidade de Lyon criou o Dia das Mães, exaltando as mulheres que perderam filhos na Primeira Guerra Mundial. Tornou-se um feriado nacional apenas em 24 de maio de 1950. Caso o último domingo de maio caia no Dia de Pentecostes, adia-se a comemoração para o primeiro domingo de junho.

Gostou de saber como o Dia das Mães é comemorado em diferentes países pelo mundo? Fique ligado no blog do Yázigi e leia outros posts sobre datas comemorativas.

Conheça os principais feriados dos estados unidos

6 fatos que só quem ama festa junina vai entender

Venha para o Yázigi!

Aprenda inglês com quem pensa como você. Escolha a unidade mais próxima, junte-se ao Yázigi e torne-se um Cidadão do Mundo!

Tweetar
Compartilhar
©Yázigi Todos os direitos reservados.
Av. João Scarparo Netto, 84 Condomínio Unique Village - Santa Genebra 13080-655 - Campinas/SP
Pearson - Always Learning