6 MEDIDAS JÁ APROVADAS PARA PROMOVER A SUSTENTABILIDADE NO FUTURO

YZG | Yázigi

17

MAI

Muitos países já demonstram a sua preocupação crescente com a preservação dos recursos naturais do planeta, buscando um futuro seguro e sustentável. Mas como será que essa inquietação é transformada em medidas reais para o cuidado ambiental? Aqui, nós listamos algumas iniciativas significativas que já trazem mudanças em diversas cidades do mundo. Vamos conhecê-las? :)

Preço alto para dirigir carros poluentes na Inglaterra

Desde de abril de 2019, o motorista que dirigir o seu automóvel antigo e excessivamente poluente pelas ruas centrais de Londres terá que pagar uma taxa salgada de 12,5 libras esterlinas - valor correspondente a cerca de 63 reais. A medida busca melhorar a qualidade do ar na região e incentivar a diminuição do tráfego de automóveis que não respeitam as normas regulamentadas pelos Padrões Europeus de Emissões, instituídos pela União Europeia em 1992.

E essa não é a primeira vez que o centro londrino cria uma taxa para os seus motoristas! A capital da Inglaterra - considerada dona da pior qualidade do ar em toda a Europa - também possui a Taxa de Congestionamento. Todos os veículos que entram na área central da cidade e trafegam por ali entre as 7h e 18h devem pagar 11,5 libras esterlinas - valor aproximado de 58 reais.

Cobrança de Taxa de Preservação Ambiental em destinos turísticos brasileiros

É apaixonado pelas belezas naturais brasileiras e gostaria de conhecê-las? Em alguns destinos, você deverá não só planejar a sua viagem, mas também pagar a Taxa de Preservação Ambiental (TPA). O valor é semelhante a um imposto e é cobrado sobre a entrada e a estadia de visitantes em regiões com vasta riqueza ambiental, como a ilha de Fernando de Noronha, o Morro de São Paulo e a Praia de Bombinhas.

O valor é diretamente revertido para a preservação desses ecossistemas, e é investido em infraestrutura, limpeza pública, saneamento básico e projetos ambientais, por exemplo. Ainda, a taxa auxilia os municípios no controle do fluxo de turistas, impedindo que o excesso de visitantes prejudique a fauna e a flora da região.

Proibição total de sacolas plásticas no Quênia

Você sabia que a fabricação, venda ou importação de sacolinhas plásticas é punida com até quatro anos de prisão no Quênia? Em vigor desde março de 2017, é a legislação mais rígida do mundo quando o assunto são as sacolinhas, responsáveis pela poluição das ruas e pela intoxicação dos animais no país. Atualmente, as sacolinhas de plástico não estão mais disponíveis em supermercados, e quando um visitante chega ao país com uma, por exemplo, deve obrigatoriamente deixá-la no aeroporto.

A tendência está presente em mais de quarenta países ao redor do mundo! Em Ruanda, os passageiros também são revistados ao chegar ao país, enquanto na Inglaterra cada saco plástico tem o custo de 0,05 libras esterlinas para o consumidor - taxa que causou a redução de 80% do uso desse item.

Água 100% reaproveitada para a agricultura em Israel

Em Tel Aviv, cidade que corresponde à maior área metropolitana de Israel, toda a água é reaproveitada. Sempre que alguém lava as mãos ou aciona a descarga, por exemplo, a água utilizada vai diretamente para uma estação de tratamento especial - considerada a maior estação de tratamento de todo o Oriente Médio.

Lá, a água é purificada, recuperada para reuso e viaja por mais de 100 quilômetros, até ser utilizada para regar plantações na região do deserto de Neguev. Dessa forma, a cidade, que estava acostumada a enfrentar escassez de água, encontrou uma solução para lidar com uma das atividades humanas que mais demandam água: a agricultura.

Parque eólico flutuante para a geração de energia limpa na Escócia

A Escócia é a primeira nação do mundo a ser dona de um parque eólico flutuante! Apesar do nome curioso, a estrutura é extremamente benéfica e capaz de ampliar a geração de energia renovável e limpa, e é considerada um projeto modelo para outros países. Estima-se que, em conjunto, as cinco turbinas consigam alimentar 20 mil residências.

Apesar de turbinas eólicas já serem projetadas para a água desde 1990, essa é a primeira vez que elas são capazes de flutuar e serem ancoradas em grandes profundidades. O projeto Hywind, como foi apelidado, é resultado da parceria do governo escocês com a empresa norueguesa Statoil, e também conta com contribuições da empresa Masdar, nos Emirados Árabes.

Incentivo à compra de carros elétricos na China

Dos 1,2 milhão de carros elétricos vendidos em todo o mundo, mais da metade corresponde ao consumo do mercado chinês. O governo do país promove investimentos e incentiva a população a substituir os automóveis a combustão pelos carros elétricos ou híbridos para diminuir a poluição do ar, intensa em alguns municípios chineses. A meta é que 20% de todos os carros do país sejam movidos a combustíveis alternativos até 2025.

Para isso, os veículos elétricos não são inclusos na restrição do número de emplacamentos para carros novos, e em algumas cidades estão isentos da restrição de circulação em alguns dias da semana - como acontece com os rodízios na cidade de São Paulo. O governo também estuda alternativas econômicas para proibir a circulação de carros com motor a combustão a longo prazo.

Qual iniciativa para a sustentabilidade você achou mais interessante? Conte a sua opinião pra gente nos comentários. :) E não deixe de fazer sua parte! Você pode nos ajudar a mudar o mundo com atitudes simples no seu dia a dia. Participe da nossa campanha #MenosCarbonoMaisFuturo e let's act to impact!

Tweetar
Compartilhar
+1
©Yázigi Todos os direitos reservados.
Av. João Scarparo Netto, 84 Condomínio Unique Village - Santa Genebra 13080-655 - Campinas/SP
Pearson - Always Learning