13 LIÇÕES QUE PODEMOS APRENDER COM 13 REASONS WHY

YZG | Séries

18

ABR

Atualmente, alguns assuntos estão ganhando protagonismo e ajudando muitas causas e pessoas. Cada vez mais encontram-se novas ferramentas para abordar temas e desconstruir pensamentos. Uma dessas ferramentas, talvez a mais relevante quando pensamos em evidenciar histórias e nos conectarmos com o público, são as séries de TV. Em alta e dividindo opiniões sobre a repercussão da produção, a série 13 Reasons Why, baseada no livro de mesmo nome, aborda assuntos que fazem qualquer pessoa refletir sobre as próprias atitudes e sentir os mesmos efeitos dos personagens da trama.

De forma realista, a série conta a história de Hannah Baker, uma adolescente americana que passa por diversos problemas ao longo do seu período escolar e que, para que todos à sua volta entendam o mal que estavam fazendo a ela, grava 13 fitas explicando seus motivos. Sem o apoio correto e necessário, ela decide tirar sua própria vida.

A série ensina de forma visual as consequências de cada ato que fazemos ou deixamos de fazer em nossas vidas e nas vidas das pessoas que nos cercam. E o mais importante, como podemos fazer a nossa parte antes de ser tarde demais.

1) Devemos nos unir

A série mostra como podemos nos sentir sozinhos, apesar de estarmos rodeados de pessoas. Este sentimento é mais comum do que você pode imaginar e é provável que você já tenha sentido isso em algum momento da sua vida. Mas em algumas pessoas, este sentimento pode ser mais forte e constante. Por isso, converse com pessoas que você normalmente não conversa, procure conhecer o melhor de cada um e não tenha vergonha de se aproximar de pessoas diferentes de você.

2) Não deixe o bullying acontecer

Não é “mimimi” da nova geração. O bullying é real e acontece todos os dias, em todo o mundo, tanto na internet quanto presencial. Agressões verbais ou físicas de maneira contínua não podem ser consideradas “normais” na vida de alguém. Segundo uma pesquisa do IBGE, 20,8% dos estudantes brasileiros já praticaram algum tipo de intimidação contra os colegas. Por isso, se você presenciar qualquer cena de bullying em algum lugar, não seja somente um espectador: posicione-se e ajude quem mais precisa.

3) Não menospreze os problemas dos adolescentes

Cada pessoa tem um jeito de reagir a uma determinada situação. Algumas podem sentir mais, outras menos. O que pode acontecer é que, na adolescência, alguns sentimentos relacionados à depressão podem ser mascarados por rebeldia ou isolamento. Por isso, não fique apenas esperando que os problemas se resolvam sozinhos. Fique atento às atitudes, converse, procure entender e se possível, ajude a melhorar as dificuldades que eles apresentarem.

4) A depressão pode acontecer com qualquer pessoa

Quando falamos em depressão, algumas pessoas acham que “é frescura” ou que “é fácil ficar bem, é só se esforçar”. Mas um dos principais erros é pensar que só porque não podemos enxergar a depressão a olho nu, como um machucado na pele, não significa que ela não está lá. Por esse motivo, ela se manifesta de forma silenciosa e causa diversos sintomas, como sensações persistentes de tristeza e falta de interesse. Preste atenção aos comportamentos das pessoas à sua volta. Se alguém próximo a você apresentar sintomas de depressão, procure ajuda médica.

5) Sempre seja a pessoa que se importa

A série representa muito bem o fato de que qualquer pessoa poderia ter ajudado Hannah, mas sempre esperaram que alguém o fizesse. Na trama, todos estavam cientes das dificuldades que ela estava passando, mas ninguém foi capaz de se importar o suficiente a ponto de fazer com que ela percebesse que era amada. Evite que alguém pense isso e faça você mesmo a diferença. Afinal, dizer o quanto você se importa com alguém custa o total de 0 reais.

6) Ame as pessoas à sua volta

Quando você ama uma pessoa, você se importa com ela. Deixe claro para todas as pessoas que você se importa com elas e que estará sempre lá para elas, para qualquer situação. Se você está passando por algum momento ruim na sua vida, lembre-se das pessoas que sempre estiveram ao seu lado, de palavras ou atitudes que demonstraram que você era importante para elas. E retribua.

7) Tome cuidado com as palavras que diz

Quem acredita que palavras não machucam, nunca esteve tão errado. Aquela brincadeirinha que para você não é nada, pode machucar mais do que imagina. Muitas vezes, um coração machucado por palavras pode ser tão profundo quanto um corte, e pode demorar mais tempo para sarar. Pensar antes de falar algo realmente faz uma grande diferença. Você nunca sabe o que outra pessoa está passando por completo e suas palavras podem tanto alegrar quanto machucar.

8) Se uma pessoa precisar conversar, escute-a

Se uma pessoa tem um problema e quer conversar com você, escute-a com carinho. Se ela escolheu você para desabafar, é porque tem motivos para confiar. Para ser um bom ouvinte, evite dar conselhos do que ela deveria fazer, não subestime os sentimentos ou problemas e não a interrompa. Às vezes, desabafar com alguém sem medo de ser julgado é tudo o que uma pessoa precisa.

9) Você pode ser a diferença na vida de alguém

Aprenda a analisar os sinais que as pessoas transmitem, tanto verbalmente quanto fisicamente. Uma das frases marcantes da série diz “no one knows for certain how much impact they have on the lives of other people”, ou seja, ninguém sabe ao certo quanto impacto causa na vida de outras pessoas. Você nunca sabe quando uma atitude sua pode ser a melhor parte do dia de alguém.

10) Temos que falar sobre o suicídio

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o suicídio é responsável por uma morte a cada 40 segundos no mundo. Segundo dados da ONU, mais de 800 mil pessoas morrem por suicídio todos os anos, sendo a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos no mundo. Esse dado alarmante é acobertado por ser tratado como um tabu. Por isso, muitos jovens sofrem sozinhos por receio de conversar com outras pessoas sobre o assunto. Não deixe essa questão em silêncio.

11) As coisas vão melhorar

Quando estamos em um redemoinho de tristeza, fica cada vez mais difícil tentar sair de lá e conseguir manter sua mente sã. Mas a partir do momento que você se lembra de tantas coisas que já passou e que hoje são só uma memória, fica mais fácil de entender que tudo que é ruim acaba indo embora. Procure fazer atividades que façam você feliz, medite, pinte, escreva...faça sempre o que ama.

12) Você não precisa passar por tudo sozinho

Se você cair de bicicleta e quebrar um braço, é totalmente normal procurar um médico, não é? Do mesmo jeito, doenças da alma também necessitam de acompanhamento. Se você está sofrendo, procure ajuda médica. Pedir ajuda a outras pessoas não faz de você fraco, significa que você é forte o suficiente para saber que precisa lutar.

13) Sempre há uma saída

Se você está precisando de ajuda ou tem algum amigo que precisa, a ajuda está a um clique ou a um telefonema: procure o Centro de Valorização da Vida (CVV). O CVV realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail, chat e Skype 24 horas todos os dias. Acesse www.cvv.org.br ou ligue 141.

Não Seja Um Porquê

Após a estreia da série, a Netflix iniciou a campanha “não seja um porquê”, com relatos de pessoas famosas que já passaram por situações de bullying na infância e adolescência. Confira os relatos abaixo:

O Yázigi ensina e valoriza mais do que apenas o idioma, enxergamos que a cidadania e o humanismo são fundamentais para um mundo melhor e o inglês é a ponte para o diálogo com todos os povos. Venha descobrir como o conhecimento vai muito além do idioma e pode contar com ele para aproximar culturas e discutir assuntos. Seja um cidadão do mundo, aceite o Desafio Yázigi.

Tweetar
Compartilhar
+1
©Yázigi Todos os direitos reservados.
Av. João Scarparo Netto, 84 Condomínio Unique Village - Santa Genebra 13080-655 - Campinas/SP
Pearson - Always Learning

Cadastre-se e ganhe uma aula grátis!