UMA HOMENAGEM A TODAS AS MULHERES DA VIDA REAL: AS MÃES

YZG | Geral

12

MAI

O Dia das Mães é uma data especial para celebrar aquelas que se entregam todos os dias à missão de fazer os filhos felizes. Tanto para as que geraram, quanto para as que acolheram, o nosso respeito e admiração são enormes.

Para homenagear todas essas heroínas, que se abriram para uma nova vida e se dispuseram a cuidar, amar e educar, o Yázigi escolheu algumas mães de alunos para contarem suas histórias e dizerem o que ser mãe representa para cada uma delas, com seus medos e alegrias. Confira:

Rosemeire, mãe do João Gabriel

Na vida nada é imutável e a maternidade é uma prova de que existem situações que podem transformar completamente a vida de uma pessoa e de uma família. Rosemeire Haddad Pezzino, publicitária de 47 anos, passou por um processo de transformação longo e que exigiu muita força.

Durante nove anos, ela e o marido tentaram engravidar. Após passarem por três inseminações sem sucesso, decidiram adotar. Agora, abraçada ao filho João Gabriel, de 8 anos, ela tem certeza de que não é mais a mesma, que mudou completamente e que não saberia mais viver sem ele. “Meu primeiro pensamento ao vê-lo foi ‘ele é meu filho’. Hoje, ele representa a minha vida, é alegria, é sentimento, é tudo para mim”, afirma Rosemeire.

Esse processo de amadurecimento, que converte filhas em mães carrega uma bagagem daquilo que marcou a infância. “Aprendi em casa e carrego para a vida toda que a verdade é sempre o melhor caminho e é isso que eu passo para o João”, diz Rosemeire que sempre conversou com o filho sobre a adoção e o incentiva a contar tudo o que sente, sejam alegrias ou tristezas.

A adoção também é uma gestação que não se desenvolve no útero, mas no coração. O processo adotivo levou dois anos e meio e, nesse período, ela não sentia medo e sempre acreditou que no final daria certo. Porém, obstáculos tiveram que ser superados. “O meu maior desafio foi no dia em que fomos ao fórum levá-lo de volta para o abrigo após as festas de fim de ano que ele tinha passado com a gente. Eu precisava ficar com meu filho”, relembra a mãe.

João passou por momentos difíceis no início da infância, chegando subnutrido ao abrigo com apenas um ano e meio de idade. Isso exigiu de Rosemeire uma atenção especial ao seu comportamento por vezes agressivo, trabalhado com terapia e muita conversa. “Hoje ele já está muito carinhoso, a gente trabalha muito o amor ao próximo, o carinho e o afeto”, afirma a mãe.

Essa dedicação da família para o desenvolvimento do João Gabriel é total e, hoje, ele já leva os valores que aprendeu pela vida. Quando perguntado sobre o que aprendeu com a mãe que jamais esquecerá, ele é certeiro “a não mentir”.

Um filho traz novas razões de vida para uma mãe. Ela passa a dedicar-se todos os dias a vê-lo bem e feliz. Cheia de emoção, Rosemeire declara: “eu amo muito meu filho e ele nasceu para ser da nossa família. Agradeço a mãe dele e desejo tudo de melhor, ela me deu o maior presente da minha vida”.

Rosana e Patrícia, mães do Gabriel e do Rafael

Poder contar com a mãe por perto para apoiar, ensinar e amar é uma alegria que os irmãos Gabriel, de 16 anos, e Rafael, de 13, filhos da administradora Rosana Strauss, 37, e da arquiteta Patrícia Strauss, 41, têm em dobro.

Vivenciar a maternidade é uma experiência incomparável, é descobrir um tipo de amor único e inteiramente dedicado à vida que passam a cuidar. Para Rosana e Patrícia, os dois representam tudo e criá-los transformou o modo de pensar para sempre. “A gente passa a tomar decisões com mais cautela, porque sabemos que tudo influencia a vida deles”, declara Rosana.

Os ensinamentos de valores e princípios recebidos na infância de cada uma, hoje são base para a criação de Gabriel e Rafael. “Na minha família, sempre fomos ensinados a ter caráter e a ser honestos e eu sempre repito isso para eles”, afirma Rosana, que se orgulha de ver a educação dada refletida nas ações dos garotos que estão em uma fase de amadurecimento e descobertas.

As aflições maternas são muitas, e superá-las é uma tarefa diária: “o maior medo é de achar que estávamos fazendo da melhor maneira e depois perceber que estamos errando. Mas sempre dizemos para pensarem bem sobre o que realmente querem e sempre correrem atrás das coisas, incentivamos a estudar, conhecer e aprender cada vez mais”, comentam.

Mesmo com as inseguranças, ganhar o reconhecimento de seus esforços faz tudo valer a pena. Frases como as de Gabriel que diz: “elas nos ensinam a correr atrás do que queremos”, e do irmão Rafael afirmando que nunca irá esquecer de “ter respeito e esforço”, demonstram a gratidão àquilo que aprenderam e levarão para vida.

A missão de ser mãe e preparar uma criança para caminhar com seus próprios pés no futuro é repleta de incertezas e desejos. Patrícia diz: “ser mãe é conquistar mundos novos todos os dias para seus filhos, é se doar, compreender e amar, amar e amar!”.

E a cada novo aprendizado, uma esperança se reforça no coração: “eu espero que o mundo tenha mais amor, mais tolerância para tudo. Quero que eles se tornem homens, não apenas no gênero, mas seres humanos decentes”, declara Rosana e completa “eles estão preparados para o mundo!”

Patrícia Paixão, mãe da Heloísa

Ao tornar-se mãe, a mulher descobre dentro de si capacidades nunca antes imaginadas. Elas se transformam em salvadoras do dia a dia. Para a jornalista Patrícia Paixão, de 41 anos, o nascimento da primeira filha, Heloísa, de 8 anos, foi revolucionário. “Eu me sentia capaz de tudo e fui fazendo tudo intuitivamente, sempre com o objetivo de cuidar e proteger”.

Aprender todos os dias a cuidar de uma outra vida é o que faz das mães um ser tão completo. “Me tornei uma pessoa mais solidária, menos egoísta, mais esperta, com mais iniciativa e muito mais responsabilidades”, diz a jornalista que faz do seu exemplo o maior incentivo para que a filha seja sempre uma pessoa melhor.

Nas batalhas travadas todos os dias para evoluir, os passos são dados desde sempre. Para Patrícia, o maior desafio da maternidade é “fazer com que minha filha seja uma cidadã consciente, solidária e sem preconceitos, aceitando as diferenças e contribuindo para um mundo melhor”.

Elas, que dormem e acordam pensando em seus filhos, sabem bem que estão em uma missão difícil, mas que é recompensada a cada sorriso e a cada abraço. Patrícia diz: “costumo dizer que é o mais difícil dos papéis. É muita responsabilidade e, realmente, é padecer no paraíso”. Mas essa doação é reconhecida pelos filhos, que se sentem completos e protegidos, como diz Heloísa: “não importa onde a gente esteja, ela sempre vai estar comigo”.

Após tantos aprendizados, alegrias, angústias e incertezas, as mães se firmam como pilares na vida dos seus filhos e passam a ver nas vitórias deles, novos motivos para sorrir cada vez mais. Sobre a filha, a mãe diz, transbordando de alegria, “eu queria agradecê-la por ser essa menina maravilhosa. Que ela continue assim, nos dando muito orgulho, sendo essa garota que encanta a todos”.

Uma homenagem do Yázigi para todas as mães

Para cada mãe que transfere todo seu amor e carinho para seus filhos, vencendo todos os dias os obstáculos da vida para fazer deles pessoas melhores, o Yázigi demonstra seu imenso respeito e admiração. Obrigada mães, por contribuírem com sua dedicação para fazer desse mundo um lugar cada vez melhor.

Com muito amor e carinho, cada um do seu próprio jeitinho, esses filhos mandaram mensagens para suas mães. Confira:

Rafael para Rosana e Patrícia: “I love you!”

Gabriel para Rosana e Patrícia: “Vocês são tudo para mim, amo vocês e obrigado!”

João Gabriel para Rosemeire: “Obrigado. Eu te amo!”

Heloísa para Patrícia: “Eu gostaria de dizer para ela que eu amo ela muitíssimo.”

Vem pro Yázigi!

Não quer mais precisar de tradução para entender inglês? Então venha estudar no Yázigi e descubra como o conhecimento vai muito além do idioma: aqui você aprende por meio de uma metodologia única e dinâmica, fazendo com que o seu aprendizado seja a sua melhor experiência. Seja um cidadão do mundo! Aceite o Desafio Yázigi, matricule-se e concorra a uma incrível experiência internacional por mês.

Tweetar
Compartilhar
+1
©Yázigi Todos os direitos reservados.
Av. João Scarparo Netto, 84 Condomínio Unique Village - Santa Genebra 13080-655 - Campinas/SP
Pearson - Always Learning